Skip to main content

Você sabe o que fazer em Belém? A capital paraense se destaca por sua beleza, arquitetura e culinária. Em uma visita à cidade, as opções para incluir no roteiro são muitas.

Com mais de 400 anos de história, a cidade é uma referência do turismo na região Norte, atraindo milhares de visitantes todos os anos. 

- Publicidade -

Meio Dia com Jefferson Coronel

O legado da influência da arquitetura europeia durante o ciclo da borracha, aliado à culinária mais bem-avaliada do País, de acordo com o Ministério do Turismo, fazem de Belém uma cidade sem igual.

O que fazer em Belém?

Para ajudar você em sua próxima viagem, a FM Onda digital selecionou 5 pontos de Belém para você incluir no seu roteiro.

Boa leitura!

1. Mercado Ver-o-Peso

O Ver-o-Peso, localizado às margens do rio Guamá, é o maior mercado a céu aberto da América latina com mais de 30 mil quilômetros quadrados. 

O mercado tem esse nome devido à sua história. Originalmente, ele era um posto de fiscalização da Coroa Portuguesa, onde se media o peso dos produtos para cobrança de impostos. Por isso era chamado de “casa de haver o peso”. 

Além da extensão do mercado, o intenso comércio de iguarias e a diversidade de produtos são de deixar maravilhados os olhos de quem o vê pela primeira vez. 

O mercado Ver-o-peso é referência nos principais produtos regionais amazônicos, como o açaí, a castanha-do-Pará, frutos do mar e a farinha de mandioca. 

2. Estação das Docas

Conhecer a Estação das Docas definitivamente não pode ficar de fora da sua lista do que fazer em Belém.

Antes de ser um dos principais cartões-postais da cidade, a Estação foi um porto bastante utilizado no período áureo do ciclo-da-borracha. Em 2020, o lugar foi reinaugurado como um complexo turístico e cultural. 

A Estação das Docas está dividida em três partes, que no passado eram três grandes armazéns do porto histórico. São elas:

  • O Boulevard das Artes;
  • O Boulevard da Gastronomia;
  • E o Boulevard das Feiras e Exposições.

O complexo chama atenção também por sua excelente oferta de bares e restaurantes, além das feiras de artesanato. Este lugar, que é uma referência turística de toda a região Norte, certamente vale a pena conhecer!

Leia também: 5 belos pontos turísticos da região Norte para você conhecer

3. Mangal das Garças

O Mangal das Garças é um parque zoobotânico localizado no centro histórico de Belém. Nele, os visitantes encontram diversas espécies de plantas e animais da região.

É o lugar perfeito para quem gosta de um passeio mais calmo e contato com a natureza.

Dentro do Parque, há ainda outros lugares para visitação, como:

  • O Borboletário;
  • O Farol de Belém;
  • O Viveiro das Aningas;
  • O Memorial Amazônico da Navegação;
  • E o restaurante Manjar das Garças.

Não deixe de conferir esta excelente opção de passeio!

4. Theatro da Paz

Rico em história e de exuberante beleza, este é mais um ponto da cidade que não pode ficar fora do seu roteiro. 

O Theatro da Paz foi fundado em 1878, no auge do ciclo da borracha, em um período de grande desenvolvimento econômico da região amazônica.

Seu nome faz referência ao fim da guerra do Paraguai, que aconteceu entre 1864 e 1870.

Localizado na praça da República, o teatro teve sua construção inspirada no teatro Scalla de Milão, na Itália, seguindo o estilo neoclássico. Esse estilo promovia um retorno às formas clássicas da arquitetura greco-romana.

No site do teatro, estão disponíveis as informações sobre espetáculos e bilheterias, além de um tour virtual pelo local, que simula a experiência de conhecer o teatro tanto por dentro quanto por fora. 

Vale a pena conferir!

5. Basílica de Nossa Senhora de Nazaré

A basílica de Nossa Senhora de Nazaré é um dos principais pontos históricos de Belém. Todos os anos, ela atrai milhares de fiéis e turistas para o Círio de Nazaré, que é um dos maiores eventos religiosos do Brasil.

Tradicionalmente, ela acontece no segundo domingo de outubro, partindo da Catedral de Belém e indo até a praça Santuário de Nazaré em um percurso de 3,5 quilômetros.

Todos os anos, mais de 1 milhão de fiéis se reúnem para participar das romarias. Em 2020 e 2021, o Círio aconteceu com restrições devido à pandemia.

A tradição popular conta que uma imagem de Nossa Senhora foi encontrada por um homem chamado Plácido José de Souza às margens do igarapé Murucutu em 1793.

Esse homem teria levado a imagem para sua casa, mas milagrosamente a imagem reapareceu no lugar onde foi encontrada. 

Ainda de acordo com a tradição popular, sempre que se tentava levar a imagem para algum lugar, ela misteriosamente reaparecia onde foi encontrada pela primeira vez.

Com isso, surgiu a ideia de construir uma capela para abrigar a imagem encontrada. Hoje, a basílica ainda abriga a imagem original.

Além disso, a beleza da arquitetura da basílica é impressionante. É um lugar que vale a pena conhecer!
Quais desses cinco lugares você achou mais interessante? Além desses, há muitos outros pontos que vale a pena conhecer. Na hora de decidir o que fazer em Belém não faltam opções. Leia também: Festival Folclórico de Parintins: Veja 7 curiosidade sobre a festa

Deixe um Comentário